19 janeiro, 2022

Timex Giorgio Galli S1: quando um relógio B3... não é B3

 



A minha mulher costuma dizer que "os relógios são todos iguais" e, para dizer a verdade, não está totalmente errada. Uma enorme percentagem do que está à venda são relógios com mostrador redondo, 12 índices e três ponteiros. Claro que nós, entusiastas da relojoaria, não vemos as coisas da mesma forma, e sabemos que o contrário é verdade: "(quase) todos os relógios são diferentes"... mesmo quando parecem iguais!

Contudo, uma das coisas que faz com que os relógios sejam diferentes é a marca. Não é só assim na relojoaria, é em tudo. Dos refrigerantes aos automóveis, passando pelo calçado desportivo ou pelos eletrodomésticos, é a marca que, muitas vezes, diferencia bens muito semelhantes entre si.

A marca dá-nos uma determinada garantia de qualidade. Mas, na relojoaria, também nos dá mais do que isso: tradição, imagem, status... Por vezes, damos uma certa quantia por um relógio de uma marca que, se fosse 100% igual mas vendido por outra, com menos prestígio, não compraríamos. É nestes casos que dizemos, e com razão, que "estamos também a comprar a marca".

O que nos traz ao relógio de hoje. Já aqui escrevi em tempos que o meu primeiro relógio de pulso, nos anos 70, foi um Timex oferecido pelo meu pai. E tenho, por essa razão, um carinho especial pela marca. Mas a Timex já deu muitas voltas e passou por muitas mãos; e coisa que nunca tentou ser foi uma "marca de prestígio". O seu posicionamento foi sempre, ao longo dos anos, de uma marca acessível, que criava relógios baratos e duráveis (mesmo quando, sendo baratos, não eram assim tão duráveis...).

O seu extenso catálogo é sobretudo constituído por relógios de quartzo de (muito) baixo preço. Contudo, a marca tem vindo a tentar, nos anos mais recentes, propor igualmente relógios mecânicos a preços cada vez mais altos.

O relógio que voz trago hoje pertence à nova coleção Giorgio Galli. Existem três variantes de cor com caixa de 38mm (na foto); há também duas variantes, com cores menos interessantes, mas ao mesmo preço, com caixa de 41mm.

O relógio tem algumas características interessantes, como é o caso do rubi (decorativo) acima das 6 horas, e a forma como as asas que seguram a bracelete, se integram na caixa, e que nunca tinha visto. De resto, o mostrador é mesmo muito bonito e, confesso, não esperava que a Timex fosse capaz de tal proeza.

Note-se que não só o mostrador é protegido por vidro de safira, mas o mesmo acontece com o fundo de observação do movimento, algo que só encontramos em peças bastante caras. E por falar em movimento... Outra coisa de que duvidava era da sua qualidade, mas o conceituado A Blog To Watch garante tratar-se da versão Timex do conhecido (e excelente) movimento automático Miyota 9039, um high beat de três ponteiros.

Só a escolha por uma bracelete em silicone me parece uma opção que retira um pouco brilho ao conjunto, que merecia uma bracelete em pele de boa qualidade. Mas isso podemos sempre comprar depois.

Vou confessar-vos: tirando a caixa de 38mm, que é pouco pequena para o que normalmente gosto de usar, este é um relógio muito bonito e que não teria qualquer problema em usar. Mas há um problema sério: custa 450 dólares. O modelo acaba de ser lançado nos EUA (em dezembro de 2021) e até pode ser que surja mais barato na Amazon daqui a uns tempos, mas 450 dólares... por um Timex?!

É um pouco como a Renault fazer um modelo tão bom como um BMW de gama idêntica e... custar tanto (ou mais!) do que um BMW. O exercício é simples: por esse preço, compro um BMW! Eu sei, é uma atitude um bocado snob, mas não consigo deixar de pensar assim. Caramba, afinal é de um Timex que estamos a falar!, a mesma marca que vende relógios por menos de 30€!

12 janeiro, 2022

Tissot Everytime Medium NATO: o poder da simplicidade

 


A julgar pelas estatísticas, os visitantes deste blog demonstram uma clara preferência por cronógrafos, pelo que, sempre que possível, trago aqui modelos com essa complicação. Contudo, os relógios simples continuam a ser os que mais me interessam.  

No passado, já aqui falei de relógios da coleção Everytime, da Tissot (aqui e aqui). Este, com a referência T109.410.17.077.00 é um pouco mais do mesmo, reconheço, mas traz consigo um sabor a field watch, patente na escolha dos numerais, com o zero a anteceder todas as posições com um só algarismo, mas também na escolha de uma bracelete tipo NATO.

É engraçado como, no site oficial da marca, este modelo aparece como sendo de senhora, porque não estou a ver nenhuma mulher a encontrar apelo neste relógio. Mas posso estar enganado... O que interessa é que as restantes características deste modelo estão de acordo com o que normalmente esperamos da marca suíça: caixa em aço (com 42mm e resistência à água de 50 metros), vidro de safira e movimento de quartzo de boa qualidade, neste caso um ETA 902.101.

Ao contrário do que sucede com todos os movimentos de quartzo de origem chinesa mas também com muitos japoneses, este é um movimento suíço que utiliza latão e não plástico na sua estrutura, oferecendo garantias de precisão e fiabilidade que não encontramos em movimentos mais baratos de origem asiática.

O preço de referência é de cerca de 250€, mas podemos encontrá-lo mais barato na Amazon Espanha.


05 janeiro, 2022

Citizen CA7020-07A- PT: o apelo do panda

 

No setor da relojoaria apelidamos de "panda" os cronógrafos com sub-mostradores negros que contrastam com fundo claro (normalmente branco ou beige). Nem todas as execuções deste tipo me agradam, mas admito que a Citizen fez aqui um bom trabalho neste novo cronógrafo da sua "Of Collection". 

O modelo CA7020-07A é um bonito crono de cariz desportivo cujo mostrador bege contrasta efetivamente com os dois sub-mostradores em negro, da complicação cronográfica. O conjunto é completado por um anel preto a toda a volta, que nos oferece um taquímetro, uma das complicações típicas dos cronógrafos desportivos.

A execução é, contudo, bastante banal ao nível dos materiais usados e das especificações técnicas. O movimento de quartzo Eco Drive B642 é usado em diversos outros modelos da marca e oferece-nos a complicação de data às 3h00, além da contagem de tempos intermédios; o conjunto surge numa caixa em aço com uns generosos 43mm (grande para alguns pulsos mais finos) com resistência à água de 10 atmosferas e, infelizmente, num mostrador cuja proteção ficou a cargo de simples vidro mineral. 

Existem inúmeras variantes deste modelo, mas nenhum oferece bracelete em aço conjugada com este mostrador em particular. O preço de referência é de 249 euros, o mesmo pelo qual pode ser encontrado na Amazon Espanha.

15 dezembro, 2021

Pulsar PS9331X1: desportivo e dressy

 


A Pulsar, que desde 1978 faz parte do Grupo Seiko, é uma fonte praticamente inesgotável de relógios acessíveis. Nem todos cumprem com os três "B", mas muitos deles são efetivamente B3. O modelo que vos trago hoje tem a referência PS9331X1

O desenho, bastante elegante, cruza elementos de relógios desportivos, como é o caso do bisel com escala de 24 horas e o desenho da coroa, com características típicas de relógios mais dressy, patentes no mostrador, simples e com índices aplicados nas posições horárias.

A caixa, com 43mm de diâmetro, oferece resistência à água até 100 metros e proteção do mostrador através de Hardlex, o vidro mineral endurecido usado normalmente nos modelos da Seiko. O movimento de quartzo, com data às 3 horas, é o calibre VJ42, usado em centenas de outros modelos da marca. 

O conjunto, completo com bracelete em aço, tem um PVP de apenas 89€ na Amazon Espanha. Este é o modelo com mostrador azul escuro. Uma variante com mostrador preto está também disponível.

01 dezembro, 2021

Citizen AW5000: um field watch B3

 

Os field watches estão cada vez mais populares. E uma forma simples de verificar a veracidade desta afirmação é dar uma olhada pelas gamas de marcas como a Citizen, que costumam refletir de forma razoavelmente precisa aquilo que o mercado procura.

Hoje trago-vos o Citizen AW5000, um field watch bem desenhado, robusto e bastante acessível. O desenho do mostrador mistura elementos que costumamos encontrar em relógios tipo field, como a escala secundária de 24 horas, mas também em relógios tipo flieger, como é o caso dos ponteiros e o formato e dimensão dos numerais nas posições horárias.

Este modelo, que existe com mostrador azul e elementos em branco (AW5000-16L) e mostrador preto e detalhes em bege (AW5000-24L), tem uma caixa em aço com resistência à água até 100 metros e 42,6mm de diâmetro. O relógio é baseado num movimento de quartzo Eco-Drive J810 com data, alimentado pela luz.

Apesar de serem iguais, o preço via Amazon Espanha difere um pouco consoante as versões. O relógio com o mostrador azul custa apenas 88,5€; a variante com mostrador preto fica por 128€